Boas novas

January 21, 2014 - João Moreira Pinto

No Comments

1. O título escolhido pelo Público para a reportagem sobre o Instituto de Investigação Ciências da Vida e da Saúde da Universidade do Minho (estrutura que conheço bem, porque lá desenvolvo a minha actividade de investigador e docente) não foi o mais feliz. «A “camioneta do dinheiro” chega vazia ao Minho» faz lembrar o choradinho do Norte contra o centralismo lisboeta.
Não nego que isto seja verdade, porque os número mostram isso mesmo. Isso é especialmente preocupante quando se assiste a um corte tão grande na ciência. Mas como escrevi no meu último post, gosto de me centrar no lado positivo das coisas. E enche-me de orgulho ler nessa mesma notícia que «entre os 26 laboratórios associados a nível nacional, o ICVS-3B’s é aquele que consegue alcançar uma maior percentagem de investimento externo face ao investimento da FCT. Quase 90% do dinheiro vem de outras fontes, sobretudo projectos internacionais. (…) Por cada euro dos 450 mil investidos pela FCT, o laboratório ICVS-3B’s consegue ir buscar fora mais seis – ou seja, capta 2,7 milhões de euros por ano».

2. A outra boa notícia chegou-me ontem por e-mail, pela mensagem do meu amigo marginal-ameno Nuno Costa Santos: «”A Mochila Mágica e Outras Estórias”, livro que escrevi com os meus pequenos (com direitos de autor para a Associação Coração Amarelo), já está nas lojas FNAC.» A Associação Coração Amarelo é uma IPSS que apoia idosos em situação de solidão e/ou dependência.

[fonte: fnac.pt]

3. A temperatura em Salzburgo desceu vertiginosamente. Na noite de Domingo, o termómetro do taxi que me trouxe ao hotel marcava 11ºC. Ontem, ao fim da tarde, começou a chover e hoje já neva nas montanhas. Espero ter material para uma foto-reportagem muito branquinha, até ao fim de semana.

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *