Uma Grande Reportagem no CMIN

December 12, 2017 - João Moreira Pinto

1 Comment

O tempo foi passando e acabei por me esquecer de assinalar o Dia Mundial da Prematuridade (foi no dia 17 de Novembro). Mas a Antena 1 não se esqueceu e até nos visitou no Centro Materno-Infantil do Norte (CMIN). A reportagem está disponível em: A vida na palma da mão.  A jornalista Cláudia Aguiar Rodrigues apresenta histórias presentes e passadas de filhos e pais prematuros tratados na nossa Neonatologia: os seus sustos, os seus desafios, as suas esperanças para um futuro que demora a chegar. 

 

Confesso que sempre que percorro os corredores da Neonatologia, lembro-me do sufoco que eu e a Mãe vivemos aquando o nascimento do MM. Já lá vão quase 5 anos, mas a recordação de vê-lo ventilado na incubadora mantém-se viva como tivesse sido ontem. Às vezes, vestirmos a pele dos outros (nem que seja por dias) faz-nos compreender melhor o outro. Nos primeiros dias de vida do MM, vi-me impotente no papel de pai de um recém-nascido que não respirava bem sozinho; no papel do pai que tinha que esperar por mais exames, mais testes, mais análises que nos dessem mais respostas, melhores respostas. E, claro, esperava. Esperava que a natureza resolvesse o que houvesse para resolver, esperava que aquele corpinho frágil maturasse o que faltava para respirar finalmente sozinho. Foram dias longos. E, mesmo sendo apenas 5 dias, são sempre dias demasiados longos para um pai. São esses dias longos que aquele Pais e aquelas Mães que esperam o lado de fora das caixas de plástico vivem também.

 

[MM livre de perigo]

 

Voltando à reportagem, a Dra. Alexandra Almeida (pediatra neonatologista) mostra o dia-a-dia do serviço e comenta o que é ser prematuro em Portugal. Quem quiser sentir por momentos o que é trabalhar no CMIN, pode ouvir aqui. A ligação para os podcats das Grandes Reportagens da Antena 1 é este.

 

 

[Subscreva a newsletter d’E os filhos dos outros, para ir sabendo novidades e sugestões exclusivas. Obrigado.]

Partilhe este artigo

João Moreira Pinto

One thought on “Uma Grande Reportagem no CMIN

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *