Antecipar e evitar acidentes na neve

March 10, 2018 - João Moreira Pinto

1 Comment

Vêm aí as férias da Páscoa, que, para mim, é a época perfeita para uma visita à neve. Mais, esta família cé unânime em concordar que são as melhores férias do ano. Por razões várias, este ano não conseguiremos fazer férias nessa altura, pelo que eu e o JM aproveitámos a viagem duns amigos professores de desporto com os seus alunos, por altura da minha licença parental, para fugirmos numas mini-férias (pai e filho). O JM foi a mascote dum grupo de trinta e tal alunos universitários e mostrou os seus dotes de exímio snowboarder. Sempre bem disposto e adepto de desportos radicais, ele expõe-se bastante ao risco.

 

Como cirurgião pediátrico, mas também como pai preocupado, tenho sempre um viés para a avaliação de risco, quando olho para qualquer desporto. Ou seja, perante uma nova actividade desportiva que os meus filhos querem experimentar, saltam-me logo à mente as potenciais lesões e as formas que teremos evitá-las ou pelo menos minimizá-las. No caso dos desportos de neve saiu um artigo interessante no Journal of Pediatric Surgery: The spectrum of pediatric injuries sustained in snow sports. Um grupo de Melbourne (Austrália), analisou os dados recolhidos nas três maiores estâncias, entre 2005 e 2015. Foram revistos um total de 6299 com crianças: 60,7% skiers e 38,5% snowboarders. A maioria das lesões (53.5%) deveram-se a quedas e afetaram predominantemente os joelhos (no caso dos skiers) e os punhos (no caso dos snowboarders). Mais dois achados óbvio, (1) o uso de capacete diminui com o aumento da idade e (2) as concussões cerebrais são menores em que usa capacete, quem em skiers quer em snowboarders.

Daqui se depreende que, para os snowboarders o capacete e as proteções de punho são obrigatórias. O JM gosta de acrescentar umas protecções dos joelhos, porque lhe dão conforto quando se ajoelha. Mas às vezes esquece-se dumas e de outras… À conta destes esquecimentos, este ano tivemos uma visita ao gabinete médico da pista com direito a passeio na mota de neve. Só um susto, felizmente. Mas à conta destes esquecimentos, descobri e já encomendei uma luvas com proteções de punho incluídas (fica aqui a dica).

 

.

.

.

Se ainda não o fez, subscreva a newsletter d’E os filhos dos outros. Passe a receber notícias exclusivas e sugestões de outras leituras interessantes.

Partilhe este artigo

João Moreira Pinto

One thought on “Antecipar e evitar acidentes na neve

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *