Amanhã (hoje) é dia de escola.

Passaram-se 15 dias. Agora, é tempo de voltar ao trabalho. Hospitalar, porque estas duas últimas semanas tiveram muito trabalho doméstico. O MM deu trabalho que chegue na primeira semana. Desde então que come e dorme, tranquilamente. A opção de mantermos o JM em casa (longe do ‘infectário’) é que custou mais, por causa da chuva e do vento.

Lá cumpri a promessa de o levar ao Sealife. Promessa antiga (antiga demais, para dizer a verdade). Mal se apercebeu que havia uma ‘escolinha’ a fazer a mesma visita, o JM quis juntar-se a eles. Talvez fossem as saudades de estar com miúdos da idade dele, talvez estivesse farto de aturar o pai. (Ou acham que somos só nós que, de quando em vez, desejamos férias dos miúdos?) Lá fomos nós atrás de 30 ou 40 pequenotes de chapéu azul mais as respectivas educadoras. A forma como elas conseguem manter o rebanho em sentido é um exercício antropológico curioso. A verdade é que eu e o JM cumprímos as mesmas regras que elas impunham aos outros. Fomos em filinha dois-a-dois e de mãos dadas ver os peixinhos do Nemo e sentámo-nos «muito sentadinhos» com as perninhas à chinês a ouvir as explicações da tratadora, enqanto dava de comer aos tubarões.

Outra solução para os dias de chuva que deixo aqui como ideia aí para casa foi a de brincar aos bombeiros com os próprios (os originais). Uma amiga nossa telefonou para o Comandante dos Bombeiros Sapadores da Invicta (do Porto, ‘óbio’) e programou uma visita ao quartel. Vejam a alegria do pequeno com o capacete. Os bombeiros foram de uma simpatia e disponibilidade inestimável. Andou em carros de bombeiros diferentes, ligou sirenes e buzinas, ajudou a manobrar equipamento de desencarceramento, subiu a um bote salvamento, espreitou o edifício onde se fazem as simulações. É facil de adivinhar o que ele quer ser por estes dias.

 

O fim-de-semana trouxe o Sol e permitiu, finalmente, algumas actividades ao ar livre. O JM matou as saudades do «parque da praia» e, na visita ao Jardim Zoológico da Maia, ficámos a conhecer a tigre bebé. Encerrámos estes dias de licença de parentalidade com chave de ouro.

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *