Cá em casa espera-se o nascimento do segundo rapaz

As surpresas já não serão tantas. Tropecei há tempos num conjunto de fotografias legendadas por uma mãe que ilustram “20 Things No One Told Us About Raising a Boy“. Entretenho-me muitas vezes a admirar as mães chamarem a atenção dos seus rapazes para a asneira que estão a fazer com aquela pontinha de orgulho no olhar. Da boca até pode sair uma repreensão, mas há um balãozinho como nas bandas desenhadas que diz «não haja dúvida nenhuma que és mesmo rapaz».

Bem sei que é alimentar estereótipos e que, nas questões da sexualidade, as excepções não confirmam nenhuma regra. Ainda assim, estas constatações alimentam a esperança das mães (e dos pais) de que o filho prolongará a descendência. E por isso ri-me (com a tal pontinha de orgulho) ao relembrar algumas dessas constatações que fazem do JM um rapazola típico. Destaco algumas:

  • constatação-mal-se-entra-em-casa: há comboios, aviões e carros por todo lado;
  • constatação-com-qualquer-objecto-que-não-comboios-aviões-ou-carros-na-mão: até os mais doces gostam de pistolas;
  • constatação-às-sete-da-manhã-de-sábado: os rapazes não param quietos;
  • constatação-à-volta-da-sanita 1: haverá xi-xi por todo lado;
  • constatação-à-volta-da-sanita 2: a comparação das pilinhas começa cedo;
  • constatação-paterna-que-gera-algum-ciume: os rapazes adoram as mães;
  • constatação-materna-que-gera-compaixão: boys sometimes need to hug it out;
  • constatação-inevitável-quando-nascer-o-segundo: as brigas são inatas;
  • constatação-mais-aguardada: Star Wars takes over earlier than you expect.

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *