Dois restaurantes baby-friendly em Lisboa

Foram duas escolhas acertadas da família lisboeta. A primeira serviu para recuperarmos de uma manhã passada na estrada entre Porto-Lisboa. Almoçámos no Mesa do Bairro. O bairro é o de São João de Deus. Entra-se pela garrafeira, mas quem quiser pode trazer o vinho de casa. Paga-se uma ‘taxa de rolha’. Uma tendência bem europeia e que seria bom ver mais difundida. É que num País de produção tão rica de vinhos é uma pena (e uma injustiça para os pequenos produtores) ficarmos limitados ao stock dos próprios restaurantes. A comida é tradicional portuguesa com um pequeno twist moderno, que (já se sabe) encarece um bocadinho o preço. O menu infantil é um convite a trazer as crianças. As mesas bem separadas e um pequeno terraço para os dias quentes confirmam o ambiente baby-friendly. Havia o barulho suficiente para as brincadeiras dos primos não se destacarem o suficiente e incomodarem as outras mesas, mas não tanto barulho que desse a sensação que estávamos num parque infantil.
31bb1f420e434958a6bc0965bde4c985_1443528518 (1)

[fonte: zoomato.com]

A outra opção foi o Távola Calda. Esta pizaria fica na zona de Belém. Pizzas e massas são sempre escolhas seguras para quem viaja com crianças. Eles adoraram. Eu provei uma das melhores lasanhas que alguma vez comi. O pessoal de mesa era muito simpático e alinharam nalgumas estupidezes dos miúdos. Também neste restaurante, há um terraço convidativo. Não se assustem com a decoração do restaurante. As escolhas duvidosas da gerência não reflectem a qualidade da gastronomia que é genuinamente italiana.
b045466e7356967ccafc695c7009cd95 (1)

[fonte: zoomato.com]

Notem que foram dois almoços, porque só em casos limite arriscamos jantar fora de casa com os meus filhos. O JM deita-se cedo, lá para as 21h30 e, se por acaso o jantar se atrasa, adormece literalmente em qualquer lado. O MM, mais novo, resiste, mas entra em modo asneira ou, na melhor das hipóteses, em modo disco riscado: «casa-mamã, casa mamã, casa mamã…» A melhor forma de não nos aborrecermos com os nossos filhos é evitarmos situações que vão cursar em conflito. Jantar fora é uma delas.

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *