Good night, I win

Por razões que rapidamente perceberão, nunca entrei na corrida pela primeira palavra do MM. Há já uns meses que o rapaz palreava ditongos. Mamamamamamamama, Babababababa, Bobobobobobo, Papapapapapa, horas a fio. Na plateia, Mãe e avós (sim as duas) faziam claque: «Mamã, muito bem! Mamã!», Vóvó!, Viram? É a vóvó…Lindo!» Eu, no meu canto, de vez em quando, lá soltava um «Papá. (sem exclamação)». Não podia denunciar a minha estratégia…

Esta noite, deu-se o culminar de meses de luta. O MM acorda, percebe a solidão do quarto e lança um expressivo: «Mamã…. (pausa) Mamã! (pausa, pausa) MAMÃAAAAA! (choro).» Eram 3 da madrugada! Sabem quem teve que se levantar?

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *