Já voltámos de férias há quase duas semanas

Mas têm sido dias frenéticos. Muitos meninos para operar antes de começar as aulas, novos projetos a arrancar no hospital e na universidade, leituras atrasadas, visitas inesperadas. Felizmente, todos bem cá em casa. Acho que foi o primeiro ano em que fomos de férias e nenhum dos miúdos ficou doente… nem uma febrezita que fosse. Esmorradelas…. muitas. Mas essas são sinal de saúde e vitalidade.

 

Uma das coisas que me marcou nestas férias foi ver o quanto o MM cresceu. Com 3 anos, já vai para a pré-escola e, naqueles dias em que estivemos 24 sobre 24 horas com ele parece que aproveitou para mostrar todas as suas habilidades. Acho que a frase que mais disse estas férias foi: «o Manel faz sozinho». Sim, continua a tratar-se na terceira pessoa, mas faz impressão ver quão independente já quer e consegue ser. Claro que influencia o facto de, estando de férias, termos mais tempo para deixá-lo fazer as coisas sozinho. Mais tempo e mais calma. Foram assim as nossas férias, pelo que o MM já come sozinho, já se calça sozinho e já se veste sozinho. Com muitas trapalhadas pelo caminho, mas quem nunca vestiu uma camisola de trás para a frente, e só reparou quando a Mãe de um doente apontou para a etiqueta que aparecia por baixo do queixo?

 

20160818 MM

 

Mas para além do ato de se vestir sozinho, o MM aprendeu a andar no baloiço («balanço») e venceu um outro obstáculo (que curiosamente nunca existiu no irmão): entrar e sair do mar (e da piscina, claro) sem a ajuda dos pais. Sempre de braçadeiras, porque não sabe nadar sem elas, o MM fartou-se de entrar e sair da água, ora para brincar com o irmão, ora para se refrescar e sentir o poder relaxante das ondas.

 

E por falar no poder relaxante das ondas, devo revelar que o JM está um surfista e peras. Não que o pai se possa intitular surfista, mas já sei suficiente para ensinar o básico. E estas férias foram perfeitas para ensinar o JM a apanhar uma ondas. Uma semana na Costa Vicentina, com água quente, foi mais que suficiente para o JM começar a levantar-se sozinho na prancha e até apanhar umas ondinhas mais pequenas. Imaginam o entusiasmo deste nosso maluco dos desportos radicais? Depois do skate, já está a juntar dinheiro para uma prancha de surf.

 

201608201 JM surfing

 

Já subscreveu a newsletter d’E Os Filhos Dos Outros?

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *