Nutri-aventuras a todo o gás

Adoro criações portuguesas que vingam lá fora. Os fundadores da Nutri Ventures, Rodrigo Carvalho e Rui Lima Miranda, estiveram ontem na Casa Branca com Michelle Obama, a primeira dama dos Estados Unidos, numa reunião sobre marketing alimentar. Isto prova a visibilidade que esta série de animação portuguesa está a ter pelo mundo.

A história é esta. «Teo, Lena, Ben e a pequena Nina, vivem numa cidade cinzenta, onde não existem alimentos. Há 30 anos atrás, Alex Grand, o terrível vilão, mandou o seu exército de G-Squads destruir toda a comida e obrigou a população a alimentar-se unicamente de Genex-100, um composto calórico fabricado na Grand Corporation, da qual é dono. Antes que Alex pudesse destruir todos os alimentos, Neus, um sábio nutricionista, encarregou os seus sete mais experientes colaboradores de fugirem para longe com a ajuda dos Gugas, a fim de preservarem, cada um deles, um grupo de alimentos. Tornaram-se, assim, Nutri-Mestres e vivem, até hoje, isolados nos seus reinos longínquos, onde conservam os alimentos que lhes foram confiados. Caberá a Teo, Lena, Ben e Nina a empolgante missão de descobrir esses reinos fantásticos e devolver ao mundo a diversidade alimentar que Alex fez desaparecer. Ao longo da sua aventura, vão saborear alimentos desconhecidos, experimentar os seus incríveis Nutri-Powers e travar duras batalhas, sempre acompanhados do seu Guga!»

O conceito é brilhante: aliar a animação aos hábitos de vida saudável. Como não pode deixar de ser no mundo actual, os desenhos animados continuam para além da televisão. A Nutriventures tem um jogo electrónico para dispositivos móveis que usem iOS (disponível aqui). É um jogo de plataformas simples, mas que os miúdos adoram (pelo menos os cá de casa).

No website, existe uma zona para profissionais de educação e/ou de saúde, onde estes podem descarregar materiais para actividades de ensino sobre nutrição saudável. Um pequeno segredo: eu fiz o registo e ninguém me pediu comprovativos. Suponho que qualquer pai possa fazer o mesmo e ganhar acesso aos vídeos, aos desenhos para colorir, e outros materiais para mostrar aos seus filhos.

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *