Palavras cruzadas

A Sofia do A Vida a 4D escreveu um pormenor sobre as suas férias que cá em casa também se verificou e tem sido alvo de sorrisos ternurentos e cúmplices entre os adultos. Talvez pela quantidade de horas juntos e novidades que lhes aparecem, as férias são um momento propício para apreciar com deleite algumas palavras que os filhos têm dificuldade em pronunciar ou dizem fora do contexto. Na maior parte das vezes, saem termos engraçados e de uma doçura que apetece comê-los. Infelizmente (sim infelizmente), eles vão crescendo e vão aprendendo a dizer as palavras correctamente. Lá se vai o encanto. O JM dizia tão bem coscolate e agora já só sabe dizer chocolate. O mesmo aconteceu com o ugagurte, a gagagem e o lói-lói.

Cá em casa, deixámos de corrigir estas palavras, para saboreá-las enquanto pudermos. Sabemos que, mais tarde ou mais cedo, um qualquer adulto vai corrigir o rapaz e estragar o nosso prazer paternal. Até lá, guardamos estas pérolas do pequeno com muito afinco:

  • gorgulhos/gorgulhar, que se relacionam com o acto de mergulhar;
  • afurou, também relacionado com o anterior, se não vier à tona;
  • montanha-rússia, de onde vieram as originais montanhas-russas;
  • esgasgar, como em ‘rasgar o céu’ dos Azeitonas;
  • kíu, não tenho a certeza que seja com kapa, mas é utilizado quando ‘queria’ alguma coisa;
  • avô-ruí, porque a acentuação é uma liberdade poética.

E aí em casa? Também há muitas palavras cruzadas? Guardem, apontem, filmem, mas livrem-se de corrigir…

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *