Tão bom

O lufa-lufa da semana raramente nos dá margem para ‘curtir’ os filhos como eles merecem, como nós merecemos. Com a chegada do Inverno, o mau tempo e a escuridão precoce parecem diminuir ainda mais as oportunidades que temos para usufruir desses momentos pai-filho. Mas, há dias, tive o privilégio de partilhar com o JM um dos maiores prazeres que cultivo em dias de tempestade. Percorrer o paredão até ao Farol da Foz (que na verdade se chama Farolim de Felgueiras), sentir o vento forte na cara e a chuva das ondas que batem nas rochas.

Este é um hábito que tenho desde a adolescência, porque adoro espreitar o mar revolto ali bem perto. As castanhas assadas quentinhas foram um bónus tão inesperado quanto saboroso. Fica a sugestão.

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *