“Ter cancro não é ser cancro”

Quatro de Fevereiro é o Dia Mundial de Luta Contra o Cancro. Aperta-se aquele nó na garganta de cada vez que penso no significado do dia de hoje. O cancro é o flagelo dos nossos dias. É o ‘bicho papão’ que chega silenciosamente, consome por dentro, leva-nos aqueles que tanto gostamos. Alguns tão cedo… É sempre demasiado cedo quando falamos de crianças- É  bom saber que há mulheres que encaram as dificuldades com sorrisos no rosto. Mulheres lutadoras.que abraçaram esta causa e dão a cara por uma atitude positiva perante o cancro. Que sirvam de inspiração a tantas outras, especialmente as Mães. Mães de meninos que têm ou tiveram um cancro mas não são cancro.

«Mulheres sorridentes apesar da doença, bonitas apesar da falta de cabelo, confiantes apesar do preconceito. Têm cancro e deixaram-se fotografar, com frases motivadoras, porque “ter cancro não é ser cancro”. O objectivo é destruir as ideias pré-definidas de que as doentes oncológicas são “coitadinhas”, que estão “mais frágeis, mais debilitadas”. “Ter cancro não quer dizer que não possamos estar bonitas, não possamos encarar a vida de forma optimista, não possamos ser positivas, que não possamos viver a vida como uma pessoa ‘normal'”, explicam Áurea e Alexandra, duas das mentoras da campanha denominada “Despir o Preconceito“, que está a colorir as ruas do Porto com mupis destas “mulheres exemplo”, depois de cidades como Braga ou Coimbra.» [via P3]

João Moreira Pinto

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *